Igreja AntigaA Igreja paroquial, agora denominada Igreja Velha que, embora por falta de documentos não possamos averiguar, exatamente, em que data foi reedificada, todavia, tudo leva a crer que o fosse nos princípios do século XVIII. Nessa altura, a Igreja possuía bons paramentos e alfaias e ricos objetos de prata, mas tudo foi roubado pelos franceses. No tempo do Cerco do Porto, desapareceram do Arquivo Paroquial os livros das Visitações e outros documentos importantes.

Esta Igreja não tem merecimento arquitetónico nem artístico que mereça descrição, a não ser uma relíquia do Santo Lenho; os painéis em madeira de castanho que formam todo o teto do corpo da Igreja, representando cenas bíblicas, têm antiguidade e valor, apesar do seu pintor ser, por enquanto, desconhecido.

Na Capela-Mor é digno de se admirar um esplêndido painel pintado gratuitamente pelo pintor Sr. António Costa, distintíssimo paroquiano desta freguesia.

Em 1921, a Capela-Mor da Igreja foi reformada por uma comissão de paroquianos e pelo Padre Joaquim Esteves Loureiro que efetuaram diversas obras de reparação e asseio da Igreja, paramentos e alfaias, sendo de maior vulto a reforma do douramento e pintura do altar e capela-mor. Nesta reforma gastaram-se 2.044$940 reis, o que, ao tempo, ainda era dinheiro.

Nos últimos anos do século XX, a Igreja Velha sofreu inúmeras obras de recuperação, sendo, também, efetuada a requalificação de toda a sua área adjacente.

Galeria de Imagens

 Igreja Antiga Interior Interior da Igreja Antiga e salões anexos
Antes e depois da obras de requalificação
Igreja Antiga ExteriorIgreja Antiga e Adro
Antes e depois da obras de requalificação