Símbolo Grupo Avós

 «A condição de avô tem todas as vantagens da paternidade sem nos envolver com os seus inconvenientes, e é sempre agradável ter uma alegria sem o contrapeso de uma pena. Um dos frutos da velhice está neste desempenho das experiências imediatas que leva, no fim de contas, à verdadeira experiência, porque em tudo se exige distanciamento e destaque para se ter uma boa compreensão e quiçá para bem se amar. A razão mais profunda das relações de ternura entre netos e avós deve-se ao facto de os avós já terem passado para além do tempo» (Jean Guitton)

 «Quando os Avós nos leem histórias nunca saltam bocados e não se importam de contar a mesma história várias vezes; os Avós são as únicas pessoas grandes que têm sempre tempo» (um neto)

 

 Como surgiu esta “Escola”?

Na prática profissional apercebemo-nos de que há grandes conflitos entre Avós/ Pais/Netos por os respetivos papeis não estarem bem definidos quando “surge” um novo ser na nossa família. Quem vai “tomar conta” do bebé quando a mãe for trabalhar? Qual Avó? Vai para a creche? Que fazer? Que tipo de Avô/ó pensamos ser ou vir a ser?

Foi a pensar na Profissão de Avós que este grupo surgiu e  que da reflexão conjunta de vários Avós, estes pudessem “aprender” a ser melhores Avós.  A “ESCOLA de AVÓS teve a sua 1ª “aula” no dia 23/10/1999 com a presença de nove avós: 7 senhoras e 2 senhores.

No primeiro ano, o grupo foi-se conhecendo e refletindo sobre o seu papel dos Avós. Todos foram trazendo dúvidas e opiniões. A avaliação final foi positiva e manifestado o desejo de continuar a reunir mensalmente.

Com a continuidade do grupo fomos tendo a colaboração de vários “oradores” e o grupo foi participando nas atividades de outros grupos da Paróquia.

Temas tratados ao longo destes anos:

  • Os Avós do séc. XXI
  • A Família na cultura Africana – Irmã Palmira (Missionária da Boa Nova);
  • Desenvolvimento sócio emocional – Psicóloga Raquel Matos (U.C.P );
  • A Família Cristã e o papel dos Avós no seio dela – Dr. Manuel Dias;
  • Relato de 50 anos de Missão em África – Glória (Missionária da Boa Nova);
  • “ O que é a Eucaristia”? – Dr. Manuel Dias
  • Maus tratos às crianças e jovens – Psicóloga Raquel Matos (U.C.P );
  • Testemunho de alguns netos;
  • Reflexão sobre: os Dons do Espirito Santo, A oração do Pai Nosso;
  • Interpretação das cartas de S. Paulo – Colaboração de Dr. Manuel António, Sr. Freitas Soares e Dr. Manuel Dias
  • A descoberta da Bíblia – Este tema durou cerca de 3 anos porque foi sendo ensinada a forma de fazer pesquisa de textos na Bíblia.
  • Atualmente vamos refletindo sobre os temas da nossa sociedade, baseando-nos em leituras oportunas que vão surgindo quer no Jornal da Família Cristã, na Voz Portucalense, e outras publicações Cristãs

Contamos sempre com o apoio do Sr. Freitas Soares, Diácono da Paróquia e elemento precioso do grupo. O Sr. P. Almiro sempre que lhe é possível, também vai dar-nos o seu apoio.

Participamos, como grupo, na oração do terço no Mês de Maria.

Temos um “Dia Nacional dos Avós” 26 de Julho por ser o dia de S. Joaquim e Santa Ana, pais da Santíssima Virgem. Neste dia participamos na celebração da Eucaristia e lembramos os avós que já partiram para o Pai.

Tem sido desejo de todos de continuar com este grupo que reúne todos os terceiros sábados do mês. Estamos abertos a todos os avós que queiram integrar o grupo.

É do consenso nacional que os AVÓS, neste momento difícil para todos, é um garante de apoio à família em geral.

Nós avós estamos cá!