A sessão da Escola da Fé, realizada no passado dia 5, foi dedicada ao tema “O morrer humano” – reflexão sobre a eutanásia.

A despenalização da eutanásia que, infelizmente, é considerada prioritária na agenda de algumas correntes políticas e sociais, tem merecido uma atenção especial da Igreja, uma vez que a sua legalização é contrária à razão natural e à moral cristã. A vida humana é um dom de Deus, sendo, por isso, sagrada e inviolável. Também, em termos legais, a constituição Portuguesa estipula, no artigo 25º, que a vida humana é inviolável.

Depois de ser devidamente esclarecido o significado dos termos eutanásia, suicídio assistido, distanásia e ortotanásia, a reflexão efectuada incidiu nos aspectos jurídicos, éticos, bioéticos, morais e sociais que decorrem da prática da eutanásia, pois esta forma é a que mais configura o exercício de um acto ilícito.
Evidentemente que os aspectos religiosos também foram considerados na reflexão. Sem dúvida que para a forma de ser e de estar dos cristãos a prática da eutanásia não corresponde ao reconhecimento que a vida é um dom de Deus e é pertença do Criador. Por isso, em nenhuma circunstância, é aceitável que se possa dispor do que não nos pertence.

Como refere o documento emitido pela Conferência Episcopal Portuguesa, “a eutanásia ou a ajuda ao suicídio são formas desumanas de lidar com a pessoa que vive o seu processo de morrer, constituem uma ofensa à dignidade da pessoa humana, um crime contra a vida e um atentado contra a humanidade”.

Além da eutanásia poder vir a ser utilizada com o pretexto de eliminar a dor e o sofrimento, corre-se o risco de ser utilizada por razão utilitarista. Na realidade, a eutanásia, bem como o suicídio assistido, não elimina nem atenua o sofrimento, mas eliminam a vida da pessoa que sofre. Para eliminar ou aliviar o sofrimento há os cuidados paliativos, ou seja, a aplicação de terapias adequadas que visam melhorar a qualidade de vida dos enfermos e ajudam a morrer com dignidade.

Conforme era expectável, esta sessão foi bastante participativa, o que contribuiu, com certeza, para um melhor esclarecimento de todos sobre uma matéria que está actualmente em discussão na sociedade.

A próxima sessão será realizada no dia 9 de Janeiro e terá como tema: “Catequese – a alegria do encontro com Jesus Cristo”

TEXTO COMPLETO DA APRESENTAÇÃO